segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Ata da última reunião do Conselho Municipal de Cultura de Santo André

Olá. Segue a ATA da última reunião. Essa ata não é a oficial, foi feita a partir de anotações pessoais da Ana Sharp. Nem está apresentada aqui como formato de ata, mas sim um informe do que foi conversado. Quem quiser, sinta-se a vontade para complementar a ATA nos comentários, ok?

Mário - Fez a leitura da Carta-resposta do Aidan (que estará aqui no blog semana que vem)
O que o Conselho deliberou para o ano que vem: o ENCASA (encontro de artes cênicas) e a abertura de um edital para a contratação de novos funcionários específicos para a cultura.
Falou da Gestão Compartilhada, que o conselho irá investir no ano que vem, juntamente com o novo prefeito. E criar pequenos Conselhos Gestores dentro dos equipamentos culturais da cidade.

Simone - Propos uma mudança na organização do Conselho, em que haja uma Comissão de usuários (sociedade civil que apenas utiliza os aparelhos e assiste aos espetáculos, etc) e uma Comissão de Políticas e Legislações

Zhô Bertolini - Falou sobre o Fundo Municipal de Cultura, que conta com apenas R$ 40.000. A Comissão do Fundo propôs chegar a um mínimo de R$ 500.000

Simone - A Secretaria de Cultura fez uma dotação para o Fundo de Cultura receber R$ 100.000 do Tesouro Municipal

Dalila - Em pensar se há meios de a Secretaria de Desenvolvimento Econômico ajudar a Cultura. E pensar numa forma em exigir das empresas apoio extra-incentivo fiscal, a partir da resposnsabilidade social.

Toninho - Como garantir processos de criação que não visem apenas o produto, mas sim que privilegiem o processo. E levantou uma discussão sobre contra-partida. O que é de fato contra-partida? Falou também dos Pontos de Cultura. Que há vários em Diadema, mas nenhum, ou poucos em Santo André. E falou da dificuldade de COMUNICAÇÃO entre os artistas e produtores locais.

Simone - O último edital para Ponto de Cultura foi em 2006. Mas era preciso o estado estabelecer uma parceria, coisa que o Estado de São Paulo não fez.
Há no site da prefeitura de Santo André um link que divulga os editais todos de cultura que eles têm conhecimento. (http://www.santoandre.sp.gov.br/secretaria/bn_conteudo.asp?cod=5693&opr=1880&categ=sec_cultura)

Ana - Falou que devemos pensar em ´Políticas Públicas para a Cultura e em criar uma Cooperativa em Santo André, nos moldes da Cooperativa Paulista de Teatro, mas que em Santo André fosse uma cooperativa de todos os artistas

Zé Du - Devemos pensar em Leis, e nos focar no Poder Público. A iniciativa privada pode ser um frente de ação, mas o nosso foco principal deve ser o Poder Público.

Marcelo - Contra-partida é abusiva, 20% do valor dos Editais em média. Como fazer para aumentar a comunicação. Para eles, o orkut é uma boa forma de divulgação.

Mário - a rede de comunicação é o nosso desafio daqui pra frente

Dalila - Pensar em patrocínio. No Alpharrabio acontece uma vez por mês, na última segunda-feira sempre às 19hs, o Fórum Permanente de Debates Culturais com as 7 cidades do Grande ABC para pensar em Políticas Culturais para a região. E uma das ações é a Circulação Regional da Cultura.
Falou que Paranapiacaba se manisfestou e quer se fazer presente e representada no Conselho Municipal de Cultura.

Jurema - Pensar em como trazer mais pessoas para as comissões

Toninho - Devemos refletir do PORQUE desse esvaziamento das comissões. Segundo ele é porque faltam ações práticas junto com as reflexões. Apenas discutir desmotiva muitas pessoas.

É isso.

Um comentário:

simone zarate disse...

Olá,

gostaria de fazer duas correções relacionadas à minha fala.

sobre os Pontos de Cultura: no edital de 2006 a inscrição de projetos era realizada por entidades ou por prefeituras em parceria com entidades; os últimos editais é que são em parceria com os governos estaduais. Aliás, no final de 2008 o governo de sao paulo 'aderiu'. o edital deve sair nos próximos dias. (http://www.cultura.gov.br/site/2009/01/05/mais-cultura-8/

sobre a reformulação do CMC: a criação da comissão de usuários foi um exemplo, mas uma reformulação iria além...
não lembro de ter sugerido uma comissão de políticas e legislação; lembro de ter falado que é importante que haja a discussão das diretrizes da política antes da discussão dos projetos, pois dessa forma fica mais fácil a deliberação,se estes se encaixam nas diretrizes...

gostaria ainda de acrescentar minha proposta para 2009 de discussão da Agenda21 de Cultura (vi que o texto está no blog. legal!)
a agenda21 tem um site com mais informações, além do download do texto. se quiserem 'linkar': http://www.agenda21culture.net/

valeu!!!
Simone