quinta-feira, 24 de setembro de 2009

FOLHA DE SÃO PAULO - 24/09/2009

Escola-modelo de formação de atores atravessa crise
DA REPORTAGEM LOCAL

Referência na formação de atores, a Escola Livre de Teatro (ELT) de Santo André (Grande SP) vive um impasse. As aulas estão suspensas. No lugar, ocorre a Semana ELT em Alerta, com assembleias, debates e apresentações de teatro e música.
A mobilização vem na esteira da demissão do coordenador pedagógico, Edgar Castro, em 8/9. O episódio foi o ápice de um processo de desgaste na relação dos corpos discente e docente com a secretaria de Cultura local.
O mal-estar tem raízes na indicação de Eliana Gonçalves, em janeiro, para a coordenação administrativa da ELT. Mestres e aprendizes afirmam que sua gestão é pautada pelo autoritarismo. Procurada pela reportagem, ela não quis falar.
O secretário municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Edson Salva, diz que Edgar foi afastado pois "o diálogo estava difícil, havia mistura de competências". Edgar responde: "Houve um problema da professora [Gonçalves] com a comunidade da ELT, uma falta de entendimento do projeto pedagógico".
Mestres pedem ao menos a reintegração dele ao corpo docente. Aprendizes querem reempossá-lo na coordenação pedagógica. A saída de Gonçalves da ELT é reivindicação comum. Ontem à tarde, a prefeitura disse que "o assunto está em análise". (LN)

2 comentários:

Homem e Universo disse...

Por favor e por amor, não percam a oportunidade de tornar esta linda iniciativa ainda mais solidária! Temos uma crise de grande proporção e precisando de ação imediata. A explosão da loja de fogos de artifício em Santo André merece a atenção de toda a sociedade, assim como a luta da por uma ELT Livre ("L" maiúsculo). Por que não tornar este ato, um ato de solidariedade aos desabrigados? Mesmo à distância, muita gente gostaria de ajudá-los. Contem comigo!

Cafeína Mental disse...

Força!